recent

Você conhece o "Donas da Rua"? O projeto de empoderamento feminino da Turma da Mônica



Vamos falar de empoderamento feminino?

Pois bem, hoje não será o E aí, POP que mostrará a importância de empoderar uma menina e mostrar o quão ela é dona de sua própria vida, mas sim a Mauricio de Sousa Produções, que anunciou hoje como parte do projeto "Donas da Rua", o poder da mulher para dentro das revistas da turma.

No último mês, as tradicionais tirinhas da última página da revista em quadrinhos foram dedicas a temas, com as várias personagens mostrando a força feminina (GIRL POWER! Sim!), afinal, todas são "Donas da Rua"! As histórias também serão divulgadas no site da Turma da Mônica, marcando o Dia da Menina – comemorado no dia 11 de outubro.

Mas, além disso, um dos grandes passos do projeto foi dado no início de 2016 quando a empresa iniciou os trabalhos junto com um dos princípios da ONU Mulheres que, entre outras questões, trabalha para a eliminação da discriminação contra as mulheres e meninas e a realização da igualdade entre as mulheres e homens.

“A Turma já tem mais de 50 anos de história e, com certeza, nós conseguimos nos reinventar durante todo esse tempo. Agora com o projeto "Donas da Rua" estamos vivendo um momento muito importante onde estamos passando para os nossos roteiristas a importância da igualdade de gêneros e como podemos passar isso para as crianças por meio dos quadrinhos, por exemplo, o pai de um dos personagens fazendo os trabalhos de casa enquanto a mãe vai trabalhar fora”, conta Mônica Souza.

“Donas da Rua" é com certeza um dos principais temas da Maurício de Souza Produções não só para 2016. É uma missão que nós temos com as nossas crianças de ajudá-las a entender e conhecer seus direitos, usando sempre o principal pilar da Turminha que é a educação, por isso estamos nos aproximando ainda mais das famílias e buscando nos envolver com o tema”, finaliza lembrando que nos últimos seis meses, Mônica, vem trabalhando em projetos como palestras em escolas públicas e participando de fóruns e debates sobre o feminismo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.