recent

Tomorrowland Brasil: Segundo dia leva o público à loucura com Afrojack e muitas estrelas

O Parque Maeda, em Itu, abriu novamente suas portas para receber os participantes da Tomorrowland Brasil em seu segundo dia. As atividades iniciaram às 13hrs, em todos os palcos. Cada um com seu estilo de música diferente e um tanto peculiar, levantava e preparava o público para a noite.

Palco PROTOCOL (Foto: Divulgação)




O grande destaque da tarde, ficou por conta do palco PROTOCOL que estava sendo hospedado pela Green Valley - segundo a revista DJ MAG, é o segundo melhor club do mundo. Trazendo tanto DJ brasileiros como internacionais, começou o dia com Raul Mendes, que levantou a galera com seus remixes, mas o grande DJ do dia neste palco, sem sombra de dúvidas foi Nicky Romero (que tocará no Main Stage, no último dia de Tomorrowland).

Já no palco principal, o Main Stage, DJs de peso logo na abertura com a dupla Tropkillaz, que levantou a galera tocando todos os seus hits de sucesso, como “Baby Baby” e o clássico remix de “Falador passa mal”, além de trazer um pouco de remixes inéditos como da música “Work”, da cantora Rihanna. Interagiram muito com o público durante toda a apresentação.


Dupla holandesa W&W, no palco Main Stage (Foto: Francisco Cepeda/AGNews)
Continuando com o time de peso, foi a vez da dupla holandesa W&W, que botou para quebrar e até mesmo o mais cansado do evento levantou para dançar junto com todos os seus hits. Era nítida paixão da dupla pela música eletrônica e por estar no Brasil.

Após levantar o público que estava na frente do Main Stage, o DJ Afrojack subiu ao palco com uma introdução extremamente performática, contando com alguns graves que fazia tremer o chão, mostrando para o que veio. Foi a noite chegar que a iluminação tomou conta do lado mágico do Tomorrowland Brasil e, neste mesmo conceito, o público utilizava o brinde (um canudo de espuma com luz branca) distribuído pela Fusion Energy Drink, transformando a pista em uma constelação de estrelas, deixando todos os DJs extremamente surpresos com a “força do brasileiro”.



Também houve momento de homenagem. Assim como David Guetta (no primeiro dia), Afrojack durante sua apresentação realizou uma homenagem ao cantor Prince, que faleceu no dia 21 de abril, tocando uma música em sua memória. Dando uma quebrada em seu set, logo levou o público para cima.

Para a estudante Kelly Garcia, 22 anos, o melhor DJ da noite foi o Armin van Buuren, que entrou quase no fim da noite. “A introdução dele foi incrível, eu me senti tão livre e “liberta” de tudo, que só conseguia dançar e chorar por ter uma experiência dessa”, conta.

“Eu adorei a perfomace do Infected Mushroom”, releva Diego Campos, estudante de bioquímica, que passou o dia no aguardo da apresentação da dupla israelense que encerrou os trabalho no palco assinado pela XXXPerience.

Por fim, a Tomorrowland Brasil preparou uma surpresa para todos os "People of Tomorrow", um b2b - back to back -, no final do segundo dia no palco Main Stage, reuniu Armin van Buuren, W&W, Sunnrey James & Ryan Marciano para tocarem juntos, sem nenhuma setlist ou conhecimento das faixas que o outro ia tocar. A apresentação que nunca tinha acontecido na história do Tomorrowland (inclusive das ediçãos belgas) fez com que o festival encerrasse 30 minutos mais tarde que o previsto. "Foi animal, insano!" acentua Kelly Garcia.

O Tomorrowland Brasil ainda está acontecendo e nós do E aí, POP estamos ligados no evento, então não se esqueça de curtir nossa fanpage (clicando aqui), nos seguir no Instagram (clicandoaqui) e ficar de olho no nosso Snapchat (@eaipop)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.