recent

DIY na moda: De edificações para designer e fashionista!


A internet trouxe um leque de possibilidades em relação ao movimento DIY - do it yourself, faça você mesmo. Em uma pesquisa rápida no Google, podemos encontrar milhares de sites, blogs e canais de YouTube especializados no assunto. Os temas vão de decoração, moda, reciclagem e até utilidades, que se tornam base para diversos tutoriais que te ensinam a fazer algo do zero. 

Cristian Lourenço, estudante de técnico de
edificações e costureiro (Foto: Daniel Araújo)

Na moda, a busca por acessórios, roupas e maquiagens "fora do comum" é grande. As necessidades de se inspirar e se expressar de uma maneira diferente foram a inspiração de Cristian Lourenço para começar a costurar. Aos 19 anos, o estudante, designer e fashionista conta que pretende estudar moda. 

Aluno de técnico em edificações, começou a estudar corte e costura e explica que a junção dos dois cursos o fez pensar sobre o que quer estudar. "Eu sou da moda!", confessa. 

O contato com a moda começou como um "momento de revolta", lembra. As roupas que gostava (que sempre apareciam nas mídias) não eram encontradas em sua cidade ou em shoppings da região, então Cristian passou a levar os modelos para uma costureira. Vendo essa situação, optou por fazer corte e costura, onde descobriu o que realmente gosta de fazer.

Ele explica que suas peças favoritas de costurar são camisas e casacos, mas que faz de tudo um pouco. "Acho interessante quando revelo que sou apaixonado por fazer camisas, a expressão das pessoas é sempre de susto!" diz. Os tecidos que usa em suas criações são os que dificilmente desfiam, como linho, lã, viscose, malhas e algodão tricoline. 

Sua paixão: Fazer camisas. Na ocasião, ajustando a camisa de Vanderlei, seu melhor amigo. (Foto: Daniel Araújo)

Sobre a moda DIY como uma forma de expressão, Cristian fala que a liberdade de criar o que quiser, sem se importar com as diferenças entre cor, tecido e modelo é maravilhosa. Você pode se inspirar ou até mesmo copiar modelos, além da costura ser considerada uma terapia anti-stress. 

Ele também comenta que recebe pedidos dos amigos. "Alguns ficam pedindo. Dificilmente eu nego se for algo que sei fazer, porém já deixo claro que meu tempo é curto, então demoro um pouco pra entregar", acentua. Mas ele diz que gosta, porque acaba saindo de sua zona de conforto e aprende um pouco mais.

Sua máquina de costura (Foto: Daniel Araújo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.