recent

O Oscar vai para... a diversidade, as mudanças e Leonardo DiCaprio


O maior prêmio do cinema foi entregue aos seus ganhadores (dale Mad Max!) e gerou grandes polêmicas nas redes sociais, mas antes mesmo do evento que faz todo mundo parar e torcer pelo seu filme ou ator preferido acontecer, já estava sendo comentado que poderia se realizar um possível boicote neste ano. Tudo começou quando se popularizou na internet a hashtag #OscarSoWhite (Oscar tão branco), mostrando que dentro das categorias a maioria dos indicados eram atores e atrizes brancas, fazendo com que diversos convidados recusassem o convite, como a cineasta Jada Pinkett Smith (“Matrix Reloaded”, “Gotham”).

Mas, no inicio do 88ª Oscar o apresentador desta edição, Chris Rock, trouxe ao palco um discurso muito forte sobre os problemas da diversidade na maior indústria de entretenimento mundial. Utilizando seu sarcasmo e até mesmo algumas brincadeiras, mostrou pontos importantes que devem ser discutidos. “Não é apenas boicotar uma coisa, nós queremos oportunidade. Os atores negros querem oportunidade”, ressaltou na abertura do evento.

“Vocês se dão conta de que, se eles indicassem os apresentadores, eu nem teria este trabalho? Todos vocês estariam assistindo Neil Patrick Harris nesse exato momento”, brincou Rock durante a abertura da premiação.
Além de toda confusão, durante a premiação foi realizado um quadro onde questionavam a outros negros se eles se sentiam mal por não ter negros indicados na premiação. Muitos responderam que sim e ao ser questionados se tinham assistido a algum filme que estava sendo indicado este ano, muitos responderam que não e alguns ainda duvidavam que existisse o filme. Por fim, fizeram com que cada um dos entrevistados realizasse um breve discurso como se tivessem ganhado um Oscar e muitos pediram para que nas próximas edições tivessem mais indicações para os negros, hispânicos e latinos, não ficando somente entre os brancos da indústria hollywoodiana.
 


A PREMIAÇÃO
Já durante a premiação tivemos grandes surpresas como o Mad Max levando quase todos os prêmios que recebeu indicação, a presença de Sam Smith cantando Writing’s On The Wall (from Spectre) a trilha sonora de 007, o urso de “O Regresso” na plateia, os robôs de Star Wars invadindo o palco e dizendo que não sabiam o que estavam fazendo lá, os pequenos Minions aprontando com o microfone para entregar o Oscar na categoria de curta animação que veio para o Chile, com Bear Story e na categoria de longa animação.

Os fãs da Pixar tiveram uma surpresa com a apresentação sendo comandada pelos amigos de mais de 20 anos, Woody & Buzz Lightyear, anunciando que Divertidamente (filme da Pixar/Disney) foi o ganhador da categoria, lembrando que tínhamos o filme brasileiro “O menino e o mundo” concorrendo, mas infelizmente não levou.

Num dos principais momentos do evento, a Diretora do Oscar subiu no palco e realizou um discurso importante para o futuro da Academia e da premiação, afirmando que inclusão é a palavra certa para o atual momento. “A inclusão só serve para fortalecer a todos e é importante que todos da Academia e que estão presentes aqui hoje façam parte disto, é importante para propagar as mudanças e não somente ouvir e concordar” e ainda finaliza falando que para o futuro a Diretoria do Oscar irá realizar mudanças para que o prêmio seja sempre melhor, também lembrou que as mudanças são aos poucos e assim mudará a indústria atual.

A presença inusitada durante o Oscar foi a entrada do vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, onde fez um discurso sobre os abusos de jovens que o país está passando atualmente e pediu para que cada um faça sua parte, denuncie e conheça o projeto do governo federal contra isso, além de chamar a cantora Lady Gaga para realizar uma performance da música Til It Happens To You (co-escrita por ela com Diane Warren), que teve a participação de diversos adolescentes que já passaram por diversos tipos de abusos, todos sobreviventes entre eles, e a própria Gaga, que já passou um abuso sexual. (Confesso que rolou uma lagrima!)

Outro ponto alto foi o discurso de Sam Smith, após ganhar o prêmio de Melhor Canção Original, com a música que cantou na noite, recebeu a estatueta na mão e representou a comunidade LGBT dizendo que ali no momento ele não era mais um cantor e sim um homem gay, que conseguiu chegar à realização dos seus sonhos.

Confira quais foram os ganhadores do 88º Oscar:

Melhor roteiro original: Spotlight – Segredos revelados
Melhor roteiro adaptado: A grande aposta
Melhor atriz coadjuvante: Alicia Vikander (“A garota dinamarquesa”)
Melhor figurino: Mad Max: Estrada de fúria
Melhor desing de produção: Mad Max: Estrada de fúria
Melhor cabelo e maquiagem: Mad Max: Estrada de fúria
Melhor fotografia: O Regresso
Melhor montagem: Mad Max: Estrada de fúria
Melhor edição de som: Mad Max: Estrada de fúria
Melhor efeitos visuais: Ex Machina
Melhor curta de animação: Bear Story
Melhor Animação: Divertidamente
Melhor ator coadjuvante: Mark Rylance (“Ponte dos Espiões”)
Melhor documentário de curta-metragem: A Girl in the River: The Prince of Forgiveness
Melhor documentário: Amy
Melhor curta de live action: Stutterer
Melhor filme estrangeiro: O filho de Saul (Hungria)
Melhor trilha sonora: Os 8 odiados
Melhor canção original: Writing’s on the Wall – Sam Smith (“007 contra Spectre”)
Melhor diretor: Alejandro G. Inarritu (“O Regresso”)
Melhor Atriz: Brie Larson (“O quarto de Jack”)
Melhor Ator: Leonardo DiCaprio (“O Regresso”)
Melhor Filme: Spotlight – Segredos revelados


#UNIDOSPORLEO
É meus amigos, a torcida foi tão grande e tomou conta das redes com o selo #UnidosPorLeo, que podia ser colocado na foto de perfil do Facebook e Twitter. Demonstraram tanto carinho pelo DiCaprio que o menino ganhou! (E nós surtamos). Conhecido por nunca ter ganhado um prêmio da Academia, DiCaprio acabou se tornando meme após ter 5 indicações, sem levar nenhuma pra casa, até então.

Em seu discurso, Leonardo agradeceu a todos que o ajudaram na produção do filme e pediu um socorro para o Planeta Terra, dizendo que estamos em estado de emergência e necessitamos ver o que está acontecendo com o nosso clima. “Não ignorem o nosso planeta”, afirma.

A rede de força para com que DiCaprio ganhasse uma estatueta começou logo que anunciaram sua indicação como Melhor Ator, pelo filme “O Regresso”, então o usuário Caio Simão disponibilizou o #UnidosPorLeo, filtro que era possível mostrar sua torcida e até o momento 72 MIL usuários mostraram sua força, isso em apenas quatro dias.
Além da corrente que aconteceu com o filtro, alguns usuários ainda publicaram algumas fotos de altares com velas acessas e fotos para Leonardo DiCaprio, acreditando que o ator levaria o principal premio do Oscar. (E não é que funcionou?)



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.